, Fórum PAS - Prática em Atenção à Saúde 2013

Tamanho da fonte: 
Perfil dos dependentes químicos em uma comunidade Periférica de Sorocaba/SP
Fátima Cristina Minari, Andrey Oliveira da Cruz, Bárbara Carmela Fernandes, André Maretti Chimello, Anna Paula Auada Kopaz, Arthur Ogeda Alessio, Bárbara Lívia Correa Serafim, Bárbara Saragiotto, Beatriz Daudt de Paiva Rosa, Beatriz Mello Mencaroni

Última alteração: 2016-10-14

Resumo


Introdução: O abuso de substâncias psicoativas é um fenômeno que já éconsiderado problema de saúde pública em todo o mundo, com a grande dificuldadede intervenção das autoridades competentes por falta de conhecimento sobre asdiferentes comunidades afetadas. Objetivo: Conhecer o perfil dos dependentes químicos de uma comunidade periférica de Sorocaba-SP. Método: Estudo descritivo, longitudinal, com 183 pessoas do bairro de Aparecidinha, e aplicação de três testes (AUDIT, ASSIST, Fagerström) para o diagnóstico do abuso de álcool,tabaco e outras drogas. Resultados: A população de homens no estudo foi a mais frequente, com idade média de 36,2 anos. Os sujeitos do estudo apresentaramelevado consumo de álcool, tabaco e outras drogas bem acima da média brasileira eaté de outros países como Estados Unidos e Colômbia. As mulheres parecem apresentar um maior grau de dependência do cigarro que os homens. Os homens tendem a consumir álcool numa faixa maior de risco, e de 4 a 7 vezes mais em relação às mulheres. Que em relação à escolaridade o consumo de álcool é mais prevalente entre os que apresentam nível fundamental incompleto e o cigarro entreos que possuem nível médio completo. Conclusão: os dados encontrados permitemapontar um grande problema de saúde pública na comunidade de Aparecidinha e danecessidade de maior atenção das autoridades competentes sobre esta comunidade para a elaboração de políticas públicas de prevenção e conscientização, assim como a necessidade de outros estudos para aprofundamento do assunto.

Palavras-chave


perfil; álcool; drogas; dependentes químicos