, Fórum PAS - Prática em Atenção à Saúde 2015

Tamanho da fonte: 
Capacitação de cuidadores de uma creche municipal para identificação e condutas frente à violência intrafamiliar
Tatchia Puertas Garcia Poles, Anna Beatriz Gori Montes, Bianca Caroline Alvim Tomaz, Carolina Viscovini de Carvalho Sallas, Caroliny Evangelista, Edson Vinicius Milanello, Fabio Wainstein Silber, Gabriela Nogueira Belagamba, Karoline Januzi Ferreira Silva

Última alteração: 2016-07-07

Resumo


1. Introdução Toda ação ou omissão praticada por adulto ou adolescente mais velho que, na qualidade de responsável, venha a magoar ou deixar marcas evidentes, é considerada violência infantil. No Brasil, cada vez mais aumentam os números de vítimas deste tipo de violência, tornando-se assunto a ser propagado e reconhecido nas comunidades.  2.Objetivo Orientar sobre violência infantil e suas consequências imediatas e tardias, através da discussão desta problemática com cuidadores no espaço de uma Creche Municipal, localizada em um bairro de Sorocaba.  3. Métodos Foi aplicado inicialmente um questionário para 35 cuidadoras a fim de avaliar os seus conhecimentos sobre violência infantil. Os dados obtidos nestes documentos foram utilizados como substrato para a realização de uma roda de conversa, com a apresentação do tema pelos pesquisadores, visando o esclarecimento de dúvidas e a reflexão por parte das cuidadoras a respeito de violência intrafamiliar e suas implicações biopsicossociais. 4. Resultados As respostas mostraram que a maioria das participantes julga ter conhecimento moderado sobre o tema. Entretanto, na questão que abordou a existência da ficha de notificação da violência, 65,7% desconhecem a existência da mesma. Os principais motivos de subnotificação apontados foram: medo de retaliações (47,7%), falta de informações (22,8%) e dificuldade em comprovar a agressão (14,2%). 5. Conclusão Conclui-se que faltam ações para a formação dessas educadoras, a fim de reconhecer e encaminhar casos de violência infantil. A demais, reiteramos que a intervenção realizada acrescentou conhecimentos e motivou a reflexão por parte das cuidadoras desta creche, todavia é imprescindível que existam mais ações educativas neste sentido para capacitação e tomada de conduta diante de novos casos, uma vez que tal problemática é ainda pouco discutida.

Palavras-chave


violência infantil; creche; notificação