, Fórum PAS - Prática em Atenção à Saúde 2015

Tamanho da fonte: 
Gincana “Sai pra lá, dengue!” para avaliação do conhecimento sobre a dengue em uma escola estadual no bairro de Aparecidinha, Sorocaba-SP
Rogério Campos Lopes, Adriana Ramos Beltrão, André Carnicelli, Anna Paula Auada Kopaz, Bárbara Lívia Corrêa Serafim, Bárbara Saragiotto, Beatriz Mello Mencaroni, Bruno Castro Fernandes, Carolina Utsunomiya Muniz

Última alteração: 2016-07-08

Resumo


A dengue é uma doença febril aguda, de etiologia viral e grave quando apresentada na forma hemorrágica. Constitui-se como um sério problema de saúde pública no mundo, especialmente em países tropicais, além de possuir altas taxas de morbidade. É transmitida por um arbovírus. O mosquito vetor (Aedes aegypti), sazonal, se reproduz em água limpa parada. Por isso, a forma de prevenção e combate à doença é o controle vetorial, o extermínio de focos de proliferação do mosquito. Acabar com os criadouros não é de fácil execução pois, além da elevada capacidade de adaptação do mosquito à situações adversas, existe o desconhecimento da população sobre a forma como podem atuar na eliminação  dos focos de proliferação do vetor. O objetivo desde projeto é auxiliar a população a compreender que o combate à dengue é um assunto que não se limita apenas ao Poder Público, mas que deve mobilizar todo cidadão, levando informações sobre os cuidados com a dengue, a eliminação de focos do mosquito, o recolhimento de materiais que possam acumular água, a limpeza de terrenos; e despertar na comunidade a preocupação permanente com a dengue, formando uma rede de mobilização que se estenda a todas as regiões da cidade. Sabendo que, além de ser um agente mobilizador, os estudantes  tem consigo o espírito de competição aflorado e acostumado a fazer tarefas em equipe, com a gincana “Sai pra lá, dengue” espera-se impactar positivamente os adolescentes, de forma que eles possam atuar como sensibilizadores e conscientizadores da sociedade em que vivem, auxiliando no combate à dengue e diminuição dos casos esperados em 2016.

Palavras-chave


dengue; epidemia; Sorocaba; saúde pública